Os sítios arqueológicos mais famosos do mundo

Os locais arqueológicos mais famosos do mundo impõem-se pela sua grandeza, pelo alto grau de conservação dos seus artefactos e, em consequência, por serem pontos de elevado interesse turístico. Apesar de explorados, em alguns casos há mais de um século, ainda conservam mistérios. Vejamos alguns dos maiores sítios arqueológicos do mundo.

Pompeia e Herculano

As cidades romanas de Pompeia e Herculano, situadas no sopé do vulcão Vesúvio, foram soterradas por uma erupção vulcânica no ano 79. As escavações arqueológicas começaram no século XVIII, contando-se entre as primeiras na história da arqueologia, o que motivou a sua fama precoce. A sua grande riqueza patrimonial contribui para esta fama; o nível de destruição foi tão violento e tão súbito que as escavações prosseguem até hoje.

Pirâmides

All Giza Pyramids

“Do alto destas pirâmides, 40 séculos vos contemplam”. Napoleão Bonaparte foi apenas um dos primeiros europeus fascinados com o brilhantismo técnico e civilizacional que permitiu aos antigos Egípcios a construção das suas pirâmides.

Stonehenge, Reino Unido

Grandes e em excelente estado de conservação, as ruínas de Stonehenge encontram-se entre os primeiros vestígios arqueológicos a serem estudados nos tempos modernos. Sendo um templo construído em função do sol, acredita-se que tivesse funções religiosas. Anualmente, “pagãos” e foliões reúnem-se no local para assistir ao nascimento do sol no solstício de Verão.

Petra, Jordânia

A cidade escavada na rocha começou por fascinar os europeus que a descobriram no século XIX. Foi imortalizada na cultura popular, nomeadamente em filmes como Indiana Jones e a Última Cruzada, e selecionada em 2007 como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Machu Picchu, Peru

A “cidade perdida dos Incas” encontra-se a 2400 metros de altitudes, nos Andes do Peru. Foi também escolhida como Maravilha do Mundo Moderno.

Estátuas Moai, Chile

O mundo continua a questionar-se como foi possível a um povo remoto e desconhecido, que não construiu impérios nem civilizações grandiosas como os romanos, os maias, os persas ou os chineses, habitando pequenas ilhas no meio do Oceano Pacífico, erguer aquelas monstruosas estátuas.