Os achados arqueológicos mais antigos de Portugal

A presença humana em Portugal, ao nível pré-histórico e proto-histórico, encontra-se bem documentada pelos inúmeros exemplos de monumentos deixados pelos nossos antepassados, dos quais uma boa parte se encontra ainda em ótimo estado de conservação. Embora em Portugal não se conheça, até à data, fósseis de hominídeos antigos, como é o caso da célebre Lucy encontrada na Etiópia, não faltam exemplos de estruturas deixadas pelo Homo Sapiens, bem como pelo Homem de Neandertal. Vejamos alguns dos mais antigos achados arqueológicos de Portugal.

Gravuras de Foz Coa

O Parque Arqueológico de Foz Coa alberga os mais antigos registos de gravuras humanas existentes no mundo, com mais de 20.000 anos.

Gruta do Escoural

Situada próximo de Montemor-o-Novo, no Alentejo, a gruta do Escoural é um dos mais completos conjuntos de gravuras rupestres, demonstrando a presença humana no local ao longo de milénios. Os registos estendem-se desde o Paleolítico Superior (entre 80.000 e 35.000 AC) até ao Neolítico (5000 a 3000 AC). Afinal, muito antes do início da arquitetura, esta gruta oferecia evidentes vantagens ao nível de proteção contra os animais e os elementos da natureza.

Cromeleque dos Almendres

Almendres_cromlech_2Também situado no Alentejo, mais concretamente perto de Évora, o cromeleque dos Almendres é um dos monumentos mais bem conservados na Europa, dentro do seu género. Calcula-se que tenha sido erigido entre 6000 e 3000 AC.

Anta da Cerqueira

Construído provavelmente há cerca de 6000 mil anos, este conjunto megalítico situado no distrito de Aveiro encontra-se entre os mais bem conservados de Portugal, sendo perfeitamente possível identificar e entrar dentro do espaço do dólmen principal.

Menino do Lapedo

Um vale próximo de Leiria revelou, em 1998, um achado tão importante pela sua antiguidade como pela sua natureza: um esqueleto de uma criança que terá resultado de um cruzamento entre o Homem de Neandertal e o Homo Sapiens. O esqueleto tem 24.500 anos e denuncia uma cultura avançada, com rituais fúnebres simbólicos e complexos.