ArcheologySer arqueólogo é uma profissão e uma paixão, mas é necessários que os candidatos estejam claramente conscientes dos requisitos necessários. Confira algumas coisas que deve ter em mente antes de se tornar um arqueólogo.

Há mais candidatos do que vagas

Algumas profissões inspiram os jovens candidatos, que por vezes não têm a noção de que não há tantas vagas nesse mercado como imaginam. É o caso do jogador de futebol, do juiz ou do médico. E é também o caso do arqueólogo. Será necessário mais do que ter uma “simples” licenciatura em Arqueologia para se tornar um arqueólogo profissional; o candidato precisará de se voluntariar para trabalhos existentes, assinar publicações próprias e envolver-se no meio.

Boa condição física

O trabalho de campo do arqueólogo obriga, ao contrário do que acontece com outros especialistas universitários, a que esteja nas melhores condições físicas. Será necessário percorrer uma área de investigação, subir e descer as plataformas de escavação e estar muitas horas dobrado a escovar cuidadosamente pedaços de terra onde se poderão esconder pequenos vestígios de civilizações antigas.

Trabalho académico

O facto de ser, em grande parte, um trabalho ao ar livre, não torna a tarefa do arqueólogo menos “académica” que a dos seus companheiros da universidade. O arqueólogo terá de passar bastante tempo na biblioteca, a consultar fontes relevantes para a sua pesquisa; deve saber escrever com qualidade, de forma a publicar os seus resultados junto da comunidade científica; e não deve enjeitar a aprendizagem de línguas antigas, como o latim, se forem relevantes para a sua área de estudo.

As grandes descobertas são raras

São as grandes descobertas científicas que inspiram os cientistas do futuro, mas o dia-a-dia do cientista é feito de trabalho quotidiano, pequenos avanços, recuos e becos sem saída, antes que se chegue a uma grande descoberta. O mesmo acontece com a arqueologia. Talvez não venha a descobrir nenhuma nova cidade subterrada ao longo da sua carreira; se o seu dia-a-dia lhe mostrar fragmentos de telha romana ou pequenas e comuns moedas islâmicas, deverá saber valorizar essas vitórias.