As escolas internacionais de arqueologia

As escolas internacionais de arqueologia permitem ao estudante beneficiar de várias formas, quando comparada à formação estritamente nacional. O simples facto de se tratar de uma experiência internacional, expondo o estudante a diferentes culturas e línguas, serão um poderoso fator de enriquecimento pessoal. Além disso, terá a possibilidade de aprender técnicas, abordagens e experiências menos frequentes no seu país. Finalmente, os próprios vestígios encontrados em trabalho de campo serão, naturalmente, diferentes.

Conhecimento de realidades diferentes

Para os mais fascinados pela história das religiões, o “Programa Internacional de Estudos de Israel Antigo: Arqueologia e História da Terra da Bíblia” poderá ser uma boa alternativa. Lecionado pela Universidade de Telavive, dará acesso às melhores áreas de escavação de Israel.

Conhecimento de realidades próprias

Para um estudante de arqueologia português com especial interesse no período romano, uma opção lógica será seguir o caminho dos seus antepassados de há dois milénios e rumar a Itália em busca de formação arqueológica. Por motivos óbvios, a Itália é o melhor local para tomar contacto com as particularidades da arqueologia do Império. O Lorenzo de’ Medici – Italian International Institute, em Florença, dispõe de uma parceria com o CAMNES (Center for Ancient Mediterranean and Near Eastern Studies), enviando os estudantes para o trabalho de campo. Além de Roma, também o passado etrusco e grego, importantes referências da história clássica da península transalpina, serão abordados.

Arqueologia subaquática

As faculdades portuguesas ainda não dispõem da especialização em trabalho de campo requerida em arqueologia subaquática. Tendo em conta a riquíssima história naval de Portugal, ser especialista neste ramo da arqueologia poderia ser considerado um autêntico dever patriótico. O Instituto de Arqueologia de Sanisera oferece um curso de arqueologia náutica baseado em Pompeia, onde é possível passear entre edifícios submersos a 400 metros da atual linha de costa e a 9 metros de profundidade.

As melhores universidades do mundo

117103-004-35E6732DA Universidade de Oxford (Reino Unido) é uma das antigas e reputadas do mundo, não só pela sua história, mas também pelo seu dinamismo e atividade. Possui projetos de investigação em todos os continentes.